Proposta Orçamentária para 2018 tem previsão de quase mil vagas em concursos e seletivos

Aula em um dos cursinhos da capital (Handson Chagas)

A proposta de Orçamento do Governo do Maranhão para 2018 prevê a criação 931 vagas para contratação de pessoal em nove secretarias e órgãos da administração direta e indireta. As oportunidades serão oferecidas por meio de concursos públicos e seletivos, para nível médio e superior. De acordo com a proposta, enviada à Assembleia Legislativa, haverá investimentos de R$ 67,7 milhões para garantir as novas contratações.

Além de concurso da Polícia Militar do Maranhão, que vai abrir as inscrições nos próximos dias para 1.215 vagas, o Governo investe em recursos humanos para o sistema de Segurança Pública, com proposta de vagas também para reforço do Sistema Prisional. Com investimentos de R$ 4,45 milhões, serão 120 novas oportunidades para diversos cargos em Unidades Prisionais na capital e do interior do Estado.

Já a Secretaria de Estado da Educação vai oferecer, segundo a proposta, 457 novas vagas para ampliação da Rede Estadual de Ensino, com investimentos de mais de R$ 41 milhões.

Na educação superior foram destinados R$ 2,9 milhões para contratação de pessoal na Universidade Estadual da Região Tocantina (UEMASUL), com previsão de 30 novas vagas.

Para ampliar investimentos no sistema socioeducativo de adolescentes sob regime restritivo de liberdade, na Fundação da Criança e do Adolescente (Funac), a proposta orçamentária prevê investimento de R$ 6,1 milhões para realização de Concurso Público com  100 novas vagas para preenchimento do cargo de socioeducador.

Há previsão para novas contratações no Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão (Inmeq); 100 vagas Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED); Secretaria de Estado do Planejamento e Orçamento (SEPLAN), com  20 vagas; e Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC), com 10 vagas.
Serviços melhores

A proposta orçamentária apresentada pelo governo propõe investimentos de 7,84 bilhões para pagamento de pessoal e outros encargos. Desde o início da gestão, o governador Flávio Dino tem investido em contratações para ampliar e melhorar a qualidade dos serviços públicos. O Maranhão tem sido um dos poucos estados a garantir o pagamento dos servidores em dia, com realização de concursos e seletivos para novos servidores.

“Do ponto de vista fiscal, mesmo diante da atual crise, o Maranhão tem conseguido, de forma responsável, honrar as suas despesas, incluindo folha de pessoal, garantindo os recursos para manutenção dos serviços públicos e ampliar os investimentos nas diversas áreas de atuação governamental”, explicou o governador Flávio Dino ao encaminhar a proposta orçamentária para o ano que vem.

Veja o que está previsto na criação e/ou no provimento de cargos e empregos, admissão ou contratação:

– Secretaria da Justiça e da Administração Penitenciária (SEAP): 120 vagas;

– Fundação da Criança e do Adolescente (FUNAC): 100 vagas;

– Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Maranhão (PROCON-MA): 51 vagas;

– Secretaria de Estado da Educação (SEDUC): 457 vagas

– Universidade Estadual da Região Tocantina (UEMASUL): 30 vagas;

– Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão (INMEQ): 43 vagas;

– Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED): 100 vagas;

– Secretaria de Estado do Planejamento e Orçamento (SEPLAN): 20 vagas;

– Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC): 10 vagas.